sábado, 25 de setembro de 2010

ORMUZ, O Fakir - Israel Ferreira

5 comentários:

Anônimo disse...

Um resgate de memória muito interessante! Pena que esses quadrinhos ficam restritos a poucas coleções antigas que resistiram ao tempo. Este material podia se publicado novamente! Um abraço,
Gabriel Rocha

Tony Fernandes Estúdios pégasus disse...

Gde, Sir, agora, nas férias, dá pra pentelhar, com calma, nos Blogs dos amigos, tomando uma breja e beliscando uma casquinha de siri... que sofriemnto... (Rssss...). Mas, acho q ando viciado em trabalho... me conheço, daqui a uma semana fico impaciente com vontade de subir a serra de Santos e voltar ao caos... sou um bicho urbano, infelizmente... (Rsss...). Mas, falando de HQs, não conhecia o personagem acima e abaixo q vc postou.Nunca ouvi falar deles... É interessante como vc consegue levantar esses dados de personagens que exitiram anos antes da nossa geração.
Trata-se de um trabalho de minúscioso garimpo. Parabéns, por esta sua incrível dedicação.
Sem dúvida, como já disse, sua obra é sui generis!
Gde, mano-amplexo, bengala-friend!

Lancelot disse...

Obrigado pelas palavras generosas de um dos maiores e profílicos produtores de Quadrinhos no Brasil e ainda na ativa... Eu me sinto honrado pela sua visita. De fato, são personagens da década de 30, nós não éramos nem espermatozóides..(ah!ah!ah!).

diego gomes disse...

Aonde eu posso consequir compra um exemplar dessas revistas que vc posta no seu blog?ou seria impossivel?

Lancelot disse...

Pô Diego, o exemplar acima é de 1937, só com colecionadores... Mas alguns quadrinhos brasileiros pode ser comprados na Bodega do Leo - http://www.bodegadoleo.com/